Imagine pagar sem mesmo levantar um dedo

google-sign-3253untitled

A Google está pilotando o aplicativo “Hands Free” para pagamento nas lojas.

O aplicativo “Hands Free usa Bluetooth de baixa energia, Wi-Fi, serviços de localização e outros sensores em seu telefone para detectar se você está perto de uma loja participante. Isso permite que você pague por sua compra, sem que tenha que pegar seu telefone ou abrir o aplicativo.

Quando você está pronto para pagar em uma loja, simplesmente diga ao caixa “Eu vou pagar com o Google”. O caixa confirma a sua identidade, usando suas iniciais e a foto que você adicionou ao seu perfil no aplicativo “Hands Free”.

Em lojas selecionadas, Google também esta fazendo os primeiros experimentos usando identificação visual para simplificar ainda mais o processo de pagamento. Este processo utiliza uma câmera na loja para confirmar automaticamente a sua identidade com base na foto de seu perfil no “Hands Free”.

O sistema está em  fase de teste na área sul da baia de San Francisco, e pode ser usado em um número de lojas e restaurantes.

Digital Wallet! Como conquistar o coração do cliente?

No Brasil ainda aguardamos ofertas de “carteiras digitais” que sejam aceitas pelos estabelecimentos comerciais, mas dependemos das iniciativas dos emissores de cartões de pagamentos e das Credenciadoras (Acquirers). Com a concentração bancária (que pode piorar, dependendo do destino do HSBC) e a verticalização das Credenciadoras, será muito difícil termos avanços importantes no curto prazo. Veja o post “O lento progresso…”

A tecnologia esta disponível nos mercados maduros, tanto para os consumidores quanto os lojistas, mas ainda falta o que o David Evans chamou de “ignite”, ou seja, “inflamar”, “pegar fogo”, etc.. Já falamos sobre a teoria micro econômica que explica a industria de pagamentos, a qual se deu o nome de “Two-Sided Market”. É necessário conquistar uma quantidade razoável de consumidores e lojistas dispostos a pagar e receber através de um smartphone.

Apple e Google sabem disso e estão tentando de todas as formas conquistar os consumidores. Essa batalha incluí facilitar ao máximo que o usuário baixe o APP em seu smartphone e, principalmente, ative sua Carteira Eletrônica. Quando você tem uma quantidade significativa de clientes querendo pagar com o celular, lojistas se sentiram muito motivados a adotar essa tecnologia para receber seus pagamentos.

Em seu post  “WHAT MOBILE WALLETS AND SMARTPHONE CAMERAS NOW HAVE IN COMMON”, Karen Webster faz uma análise crítica sobre a tentativa da Apple e Google em oferecer seus APP já pré-carregados em seus smartphones, vis a vis, o comportamento do usuário de APP.

Parece ainda faltar ao consumidor um grande motivo, uma experiência única, uma razão forte para querer muito mudar de hábito e, aí assim, adotar a Carteira Eletrônica (Digital Wallet) em suas experiências de consumo.

O que faria você a mudar de hábito?